APAMB
RSS Facebook
 
O Ambiente no Mundo
16/01/2008

Saiba o que se passa pelo mundo em matéria de ambiente…

A década de 1998-2007 foi “a mais quente de que há registo”, segundo um estudo divulgado hoje pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM).

Dados recolhidos e analisados pelos meteorologistas da OMM indicam que a temperatura média actual da superfície terrestre está 0,41 graus centígrados acima da média anual de 14 graus do período 1961-1990.

Outro dos “fenómenos climáticos globais excepcionais registados em 2007″ pela OMM é o nível mais baixo de sempre de extensão de gelo no Árctico.

A plataforma de gelo diminuiu de tal forma “que levou à primeira abertura de que há registo da Passagem do Noroeste do Canadá”, anunciou a OMM num comunicado apresentado hoje em Genebra, Suíça, e em Bali, Indonésia, onde decorre a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A OMM refere também o “Buraco de Ozono da Antártida relativamente pequeno, o desenvolvimento do La Niña no Pacífico Equatorial central e oriental e cheias devastadoras, seca e tempestades de areia em muitos lugares em todo o mundo”.

Os dados analisados pela OMM são “constantemente actualizados” e referem-se a medições em estações terrestres, navios e satélites, envolvendo os serviços meteorológicos e hidrográficos dos 188 países membros da organização.

O aumento da temperatura média global em 2007 registou valores diferentes para os dois hemisférios, diz a OMM.

No Hemisfério Norte, “a superfície terrestre é talvez a segunda mais alta de que há registo”, com 0,63 graus acima da média de 14,6 graus em 30 anos.

No Hemisfério Sul, a temperatura média de superfície é 0,20 graus mais elevada que a média dos 30 anos, que é de 13,4 graus centígrados, “tornando-a a nona mais elevada desde as medições instrumentais iniciadas em 1850″.

A OMM avisa também que “o nível do mar continuou a subir a ritmos substancialmente superiores aos da média do século XX de 1,7 milímetros por ano”.

Os dados disponíveis indicam que o nível do mar é cerca de 20 centímetros mais alto do que a estimativa para 1870.

Medições por satélite nos últimos anos indicam uma subida do nível do mar de 03 milímetros por ano.


DESTAQUES