APAMB
RSS Facebook
 
LEGISLAÇÃO: Novos Simbolos de Perigo
01/10/2012

(Resultado de estudo Europeu divulgado pela DECO)

Para harmonizar os avisos internacionalmente reconhecidos, desde 2009, entraram em vigor novos simbolos para os produtos perigosos. Inicialmente apenas se aplicaram aos produtos puros, como a acetona e o amoníaco, mas, até 2015, serão obrangidos todos os que misturam substâncias quimicas, como a maioria dos produtos de limpeza.

Segundo dados recolhidos em 2011, muitos portugueses não se apercebem de que vários produtos usados no dia-a-dia têm substâncias quimicas e, por isso, não lhes associam qualquer perigo. Os pesticídas foram os mais referidos como contendo aquelas substâncias, mas mais de metade dos inquiridos não as associa a produtos de limpeza ou aos usados na bricolage, como tintas e vernizes. Perante um produto

 quimico, apenas 55% dos portugueses inquiridos lê as instruções de segurança para saber se é perigoso e qual a melhor forma de o manipular em segurança. Mesmo consultando a informação, a maioria dos consumidores acaba por ignorá-la, não seguindo as instruções.

Baixa é também a percentagem de inquiridos que lê as instruções de segurança quando usa um produto quimico pela primeira vez. No caso dos pesticidas e insecticidas, apenas 28% dos portugueses afirmou ler sempre as instruções, sendo que 23% dos portugueses o faz com frequência. Uma clara maioria de pessoas leem o rótulo para saber mais sobre os potenciais riscos, mas também recorrem a outras fontes de informação. Ao contrário do que se verifica com outros consumidores europeus, os portugueses confiam mais nos esclarecimentos dos vendedores e fabricantes do que nos médicos.

Nota: A APAMB disponibiliza a pedido dos Associados informações escritas detalhadas.


Legislacao


DESTAQUES